VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

Divisão do IFSP: Sinasefe-SP exige posicionamento da Reitoria

28.11.2018

O ministro da Educação, Rossieli Soares, durante a cerimônia de entrega e assinatura da ordem de serviço do prédio que abrigará o futuro Câmpus São José do Rio Preto, fez o anúncio de que o Estado de São Paulo receberá duas novas reitorias, sendo uma em São José do Rio Preto e outra em Campinas.

 

Tal declaração gera, no mínimo, muitas confusões e dúvidas sobre o caráter dessa proposta, suas possibilidades e riscos. A Coordenação Funcional do Sinasefe-SP solicitou uma reunião emergencial com a reitoria para que o tema seja tratado com transparência.
 
Esse projeto não pode ser analisado fora do cenário político-econômico atual, onde vivenciamos um momento de brutal ataque ao serviço público, à educação e aos trabalhadores em geral.

 

É fundamental compreender a natureza e o objetivo da divisão, para tomarmos conjuntamente as corretas conclusões e organizar a resistência contra qualquer medida que represente um ataque à autonomia universitária, além da defesa incondicional do tripé ensino, pesquisa e extensão.

 

O que devemos esperar de um Ministério da Educação que não se cansa de criticar a rede federal de educação básica, técnica e tecnológica nos grandes meios de comunicação e que impôs uma reforma do Ensino Médio que busca acabar com a educação cidadã?

 

O Sinasefe-SP promoveu debates e assembleias sobre o tema da divisão do IFSP durante o ano de 2018. O acúmulo do debate promovido nas instâncias da comunidade acadêmica é que esse projeto significará a precarização das condições de ensino, pesquisa e extensão e agravará os nossos problemas administrativos. 

 

Teríamos ainda mais dificuldades para manter as conquistas dos técnicos-administrativos e docentes tendo que negociar com três Reitorias diferentes. Sem contar que os novos reitores seriam nomeados pelo MEC e não eleitos pela comunidade. 

 

A criação de novas Reitorias não virá com a garantia de maior investimento, pois é justamente o contrário disso que vem ocorrendo, tanto através do congelamento dos investimentos públicos nos próximos 20 anos (Emenda Constitucional n. 95) quanto da redução orçamentária vivida por toda a rede federal e todos os campus do IFSP.

 

Alguns gestores parecem não se preocupar com as consequências dessa divisão e preferem entrar no jogo e de forma velada ou explícita apoiar a divisão. No fim das contas, as práticas desse governo mostram que não é possível ter nenhum tipo de garantia ou negociação.
 
Por esses motivos, exigimos um posicionamento da Reitoria e vamos nos mobilizar contra essa investida do governo. Acreditamos que o momento exige firmeza de postura. Não aceitaremos que esse governo destrua nossa instituição e nossas conquistas! 

 

#IFSP RESISTE!

 

 

CONFIRA AQUI O OFÍCIO SOLICITANDO REUNIÃO COM A REITORIA

 

 

 

 

 


 

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

Federais de SP apresentam contraponto ao ‘’Future-se’’

06.12.2019

NOTA REFERENTE CORREÇÃO DO VALOR DA RETRIBUIÇÃO POR TITULAÇÃO (RT) DEVIDO AO COMUNICA SIAPE N° 561584 DE 20/09/2019

04.12.2019

EM DEFESA DA JORNADA DE 30 HORAS, PARTICIPE DA COMISSÃO ESPECIAL!

04.12.2019

EM DEFESA DA JORNADA DE 30 HORAS | NOTA PÚBLICA PELA DEMOCRACIA NA CONSTRUÇÃO DA PORTARIA 4292/2019

02.12.2019

Vitória da mobilização! Consup do IFSP rejeita projeto Future-se

28.11.2019

Seminário Nacional do Fórum pelos Direitos e Liberdades Democráticas acontece nos dias 14 e 15 de dezembro, em São Paulo

28.11.2019

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO