VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

NOTA PÚBLICA | SINASEFE-SP manifesta repúdio e indignação em relação ao incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro

03.09.2018

Imagem:Marcello Dias/Futura Press

 

O Museu Nacional do Rio de Janeiro, um dos maiores museus da história natural e de antropologia das Américas, com mais de 20 milhões de itens históricos, uma instituição científica que completou 200 anos em junho desse ano, sofreu uma grave tragédia nesse domingo (02) com um incêndio sem controle que causou uma destruição de imensas proporções. O palácio serviu de residência da família real portuguesa, foi sede da primeira assembleia constituinte republicana de 1889. A destruição do Museu Nacional é uma tragédia para toda a comunidade científica internacional.

 

Soma-se a isso sua importância científica. Lá se desenvolve o programa de antropologia de ponta nas ciências sociais brasileiras. É preciso toda solidariedade a comunidade universitária da UFRJ nesse momento, estudantes, técnicos e docentes são vítimas da catástrofe que vive os serviços públicos no país, em especial as universidades. 

 

A administração superior da UFRJ vem denunciando no último período a gravidade da situação que vem passando o orçamento das Universidades. Em nota no mês de agosto desse ano, diz:
“De modo direto: a crise orçamentária da Capes e do CNPq não pode ser vista de modo desvinculado do apagão orçamentário das universidades federais. De nada resolveria alocar mais recursos para a Capes retirando ainda mais recursos das universidades e institutos federais de educação tecnológica. Tampouco dos programas destinados à educação básica. Igualmente, de nada resolveria melhorar os recursos da educação canibalizando as verbas do MCTIC ou do Ministério da Saúde. O problema real é a armadilha produzida pela EC 95/2016. Nenhum país sobrevive sem investimentos públicos.”

 

A responsabilidade é do ajuste fiscal do governo golpista de Michel Temer

 

Longe de ser um acidente, o incêndio marca como as ações do poder público têm se desdobrado nos últimos anos para liquidar com o nosso país. O cruel ajuste fiscal que se institucionalizou com a aprovação da EC 95 começa a mostrar suas consequências e seu poder de destruição dos serviços públicos. O orçamento do museu caiu de R$ 531 mil em 2013 para R$ 54 mil em 2018, ou seja, quase toda a verba destinada para o funcionamento e manutenção do museu foi cortada. É a demonstração completa da total irresponsabilidade e falta de compromisso do atual governo, do MEC e do Ministério da Cultura com a ciência, cultura e educação desse país. 

 

 

 

Mobilizações em Solidariedade

 

O Sinasefe-SP, convoca e fortalece a participação em todos atos em defesa da educação pública:

 

16H NA CINELÂNDIA - RIO DE JANEIRO
https://www.facebook.com/events/286130318869568/

 

18H NO MASP - SÃO PAULO
https://www.facebook.com/events/1039260182918765/

 

Também apoiamos a importante iniciativa de estudantes de Museologia da UNIRIO  que estão reunindo acervos de imagens:

 

 

 

Somos solidários e estaremos na luta pela defesa da memória do nosso país. Acreditamos na Ciência, na Tecnologia, na Educação e nas Artes como instrumentos de combate à pobreza e à miséria que assolam o Brasil.

 

Somos Tod@s Museu Nacional!


Coordenação Funcional Sinasefe-SP
3 de setembro de 2018

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

PORTARIA 3884/2019 | COMUNICADO CONJUNTO CPPD / CISTA / SINASEFE-SP / Membros do CONSUP

19.11.2019

EM DEFESA DAS 30 HORAS

17.11.2019

Trabalhadores do IFSP constroem calendário com assembleias e mobilização para barrar o projeto Future-se e organizar a luta contra o Plano Mais Brasil

12.11.2019

Bolsonaro e Guedes querem destruir o Estado Brasileiro

07.11.2019

REFORMA ADMINISTRATIVA: SERVIÇO PÚBLICO NA MIRA DO GOVERNO BOLSONARO

04.11.2019

INFORME JURÍDICO

02.11.2019

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO