VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

Todo apoio à greve da Unilever em Vinhedo (SP)

08.10.2017

A multinacional Unilever, apoiada pela nova Lei de Terceirização do governo golpista de Michel Temer, anunciou um pacote de maldades que avança na reestruturação da empresa com a finalidade de aumentar lucros e diminuir os salários. A proposta da empresa é terceirizar totalmente o Setor de Logística, pagando salários equivalentes à metade do que recebem os atuais funcionários; terceirizar parte do Setor de Processos e demitir cerca de 160 trabalhadores.

 

 



A resistência contra esse ataque começou na assembleia realizada dia 29 de setembro, que deliberou por uma greve por tempo indeterminado. A empresa, a partir de então, tenta intimidar os trabalhadores e acusa o sindicato de impedir a entrada, o que não é verdade, pois a adesão à greve é grande e os trabalhadores pararam espontaneamente, inclusive tendo iniciado uma operação-tartaruga dentro da produção na semana que antecedeu a paralisação.

No último sábado, dia 07 de outubro, a Polícia Militar reprimiu duramente o movimento, numa manifestação de truculência e nenhuma possibilidade de negociação.

O Sinasefe-SP manifesta total apoio aos trabalhadores grevistas. É importante que esta luta não seja isolada, afinal, o que está acontecendo na Unilever é uma parte dos ataques aos direitos históricos dos trabalhadores que começaram a ser implementados, possibilitados pela reforma trabalhista e pela lei de terceirizações. Não podemos esquecer também da Reforma da Previdência prevista para ser aprovada ainda nesse semestre.

Vamos cobrar das autoridades públicas de Vinhedo e exigir que intercedam a favor dos trabalhadores, uma vez que a multinacional recebe poderosos subsídios fiscais da Prefeitura, abatimento de impostos, para gerar emprego na região.  

A mobilização dos trabalhadores da Unilever é um exemplo de luta para todos nós. Vamos resistir e dizer aos patrões e ao governo que não aceitaremos mais nem um ataque à nossa condição de vida, gerado pelo desemprego e diminuição de salários, nem a reforma da previdência que faz com que trabalhemos até morrer. Queremos unificar as lutas e campanhas salariais rumo a uma nova greve geral, que seja capaz de derrotar as reformas e derrubar o governo corrupto de Temer.

 

Imagem: Funcionário da Unilever em Vinhedo protesta contra demissões (Crédito: Sindicato dos Químicos de Vinhedo/Divulgação)

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

Fique por dentro! Edição de janeiro do boletim do Sinasefe-SP divulga calendário de mobilizações e assembleias e faz chamado à luta. Confira.

17.01.2020

Carta Aberta ao Conif contém 26 tópicos de reivindicações do Sinasefe e 4 tópicos com pedidos de compromissos ao Conselho

16.01.2020

Fonasefe lança carta às Centrais Sindicais: entidade faz chamado à luta pela campanha salarial do funcionalismo e Greve Geral dia 18 de março

13.01.2020

Horário de funcionamento durante o mês de janeiro

06.01.2020

Sem consulta é golpe! Sinasefe-SP denuncia autoritarismo da Medida Provisória 914/2019

26.12.2019

BOM FINAL DE ANO, QUE VENHA 2020!

21.12.2019

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO