VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

Fique por dentro! AGE Todos os Campus – 08 de novembro

16.11.2016

 

 

 

Na terça-feira, 08.11, aconteceu a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) com convocação para todos os campus, às 14h, no auditório SP1, no campus São Paulo. Estiveram presentes 34 servidores representando 15 campus do estado de São Paulo.

 

O primeiro ponto foi destinado aos informes, os servidores que participaram da 145ª Plenária Nacional (PLENA) do Sinasefe, realizada em Brasília nos dias 05 e 06.11, fizeram o relato do que ocorreu na atividade, principalmente sobre a votação que decidiu pela deflagração da greve da categoria a partir do dia 11 de novembro. Na PLENA,  participaram 108 delegados e 58 observadores, representando 65 seções sindicais de todo o país.

 

A Coordenação Funcional fez um repasse sobre o afastamento temporário de dois diretores por motivo de saúde, mas que, apesar disso, segue com o projeto de fortalecer o SINASEFE-SP pela base, com eleição de coordenadores de base em vários campus. Também fez-se um breve informe sobre a situação financeira do sindicato.

 

Servidores dos seguintes campus fizeram repasses sobre a mobilização local: Sorocaba, São Paulo, Avaré, Cubatão, Campos de Jordão, Registro, Araraquara, Votuporanga, São Roque, Pirituba, São José dos Campos e Jacareí. Por fim, a Coordenação Funcional fez a leitura de um documento, preparado pelo Departamento Jurídico, sobre a corte de remuneração de servidores em greve.

 

O segundo ponto de pauta foi sobre a greve do IFSP. Após aprovar o estado de greve e o indicativo de greve em AGE’s passadas, chegou a hora do próximo passo. Antes da votação ocorreu um longo e produtivo debate sobre o tema, com destaque para questionamentos e esclarecimentos sobre o documento lido no ponto anterior com orientações para a garantia do direito de greve dos servidores.

 

A recomendação é que o servidor que aderir à greve não bata o ponto e assine, sempre, a lista de chamada da atividade de greve. A lista de presença é sigilosa e respalda que o servidor participou da atividade sindical e que não faltou ao trabalho.

 

Também foi lembrado que a iniciativa de corte de ponto para os servidores em greve não é nenhuma novidade e que somente existe a obrigatoriedade do cumprimento da medida quando a greve é judicializada, até então, adotar a medida ou não é uma decisão do reitor da instituição. Foi enfatizado que os servidores em estágio probatório podem participar de qualquer movimento de paralisação ou greve e existem medidas jurídicas para combater a perseguição política.

 

Após o debate, foi aberto o regime de votação e a proposta de deflagração de greve da categoria a partir do dia 11 de novembro foi aprovada por unanimidade, seguindo a orientação da 145ª PLENA do SInasefe. Assim, qualquer servidor que entrar em greve a partir dessa data tem o respaldo legal da AGE da Seção São Paulo e da Plenária Nacional. A decisão também fortalece os campus do IFSP que já estão em processo avançado de mobilização.

 

A seguir, ocorrerá uma rodada de assembleias de campus que poderão referendar ou não a decisão da assembleia geral. A Coordenação Funcional recomendou que os servidores sigam as decisões aprovadas em assembleias de campus, porém existe o espaço para o diálogo, assim um servidor de um campus que decidiu em assembleia não deflagrar greve, pode conversar com seus colegas para participar das atividades de greve e fortalecer a mobilização em outro campus. Também foi recomendado que ocorra, se possível, paralisação no dia 11 de novembro nos locais que não estiverem em greve.

 

Foi decidido que o SINASEFE-SP vai encaminhar um ofício à Reitoria do IFSP para informar sobre a deflagração da greve e iniciar um processo de negociação com a reitoria para reposição do trabalho do servidor em greve. Foi aprovado que o SINASEFE-SP defenderá que a reposição deverá ser pelo trabalho e não por horas.

 

Confira outros encaminhamentos aprovados pela AGE:

 

- Mobilizar uma caravana do SINASEFE-SP para participar dos dias nacionais de mobilização em Brasília – 28 e 29 de novembro;

 

- Preparar moção de apoio às ocupações estudantis;

 

- Participar como observador da Frente Povo Sem Medo;

 

- Participar como observador da Frente Brasil Popular;

 

- Criar uma pasta online para compartilhamento de documentos do SINASEFE-SP;

 

- Criar um comando de greve com a máxima representatividade possível de campus;

 

- Incentivar reuniões de servidores com pais de alunos e a comunidade;

 

- Dialogar com sindicatos locais e grupos coletivos que defendam a mesma pauta que o SINASEFE-SP;

 

- Deflagração da greve no IFSP a partir de 11 de novembro;

 

- Negociar com a reitoria do IFSP  um acordo de reposição que seja medido pelo trabalho a ser feito e não por horas-aula;

 

- Adotar o método de listas de presenças nas atividades sindicais, como ação preventiva de garantia do direito de greve.

 

 

GALERIA DE FOTOS (12 imagens)

 

 

1/12

 

 

 

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

PORTARIA 3884/2019 | COMUNICADO CONJUNTO CPPD / CISTA / SINASEFE-SP / Membros do CONSUP

19.11.2019

EM DEFESA DAS 30 HORAS

17.11.2019

Trabalhadores do IFSP constroem calendário com assembleias e mobilização para barrar o projeto Future-se e organizar a luta contra o Plano Mais Brasil

12.11.2019

Bolsonaro e Guedes querem destruir o Estado Brasileiro

07.11.2019

REFORMA ADMINISTRATIVA: SERVIÇO PÚBLICO NA MIRA DO GOVERNO BOLSONARO

04.11.2019

INFORME JURÍDICO

02.11.2019

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO