VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

Relatório de Atividades - 145ª PLENA do Sinasefe

09.11.2016

Imagem: Sinasefe Nacional

 

 

Relatório dos Delegados e Observadores representantes do SINASEFE-SP sobre a 145ª PLENA

 

1) A 145ª Plena aprovou o início da greve nacional do SIANSEFE por tempo indeterminado a partir do dia 11 de novembro. De 2016.

 

Participaram da Plena 108 Delegados e 58 observadores, representantes de 65 seções sindicais.

 

Ressaltamos que tal decisão foi resultado de uma Plena que se mostrou renovada em termos de representatividade sindical, como se observou pelo perfil dos delegados e observadores ali presentes.

 

 

2) A plenária deliberou 8 eixos norteadores para esta greve. São eles:

 

   1- Contra a PEC 241 (agora PEC 55): que os ricos paguem pela crise.

   2- Contra a MP 746: nenhuma reforma sem a participação dos educadores e estudantes.

   3- Contra a Reforma da Previdência

   4 – Contra a Reforma Trabalhista

   5 – Contra o PL Escola Sem Partido

   6 – Contra o PLP 257 (PLC 54)

   7 – Contra as terceirizações

   8 – Pela Auditoria Cidadã da dívida pública

 

 

3) O SINASEFE-SP vem desde o início do segundo semestre realizando mobilizações, manifestações e paralisações contra os ataques à educação pública, 13 Campus aprovaram o Estado de Greve e em nossa última Assembleia Geral foi aprovado o Indicativo de Greve a partir do dia 11 de novembro de 2016.

 

Chegou a hora de decidir!!!

 

Por isso compareça na Assembleia Geral do dia 08 de novembro, terça-feira, às 14 horas no Campus São Paulo (No Auditório Ado Ivo de Vincenzo). Para construirmos juntos nossa luta!

 

 

4) Gostaríamos de esclarecer alguns pontos sobre a decisão do STF a respeito do corte de ponto do Servidor Público:

 

- A decisão ainda não foi publicada, por isso, ainda não gera efeito;

- O corte de ponto já era um entendimento de grande parte dos tribunais;

- A decisão do STF tem efeito para os casos de judicialização da greve;

- A decisão do STF é uma recomendação, o gestor não estará obrigado a realizar o corte de ponto;

- Por todas estas questões apresentadas, nossa greve deverá cumprir rigorosamente os ritos legais e, ao mesmo tempo, buscaremos estabelecer os termos de reposição do trabalho junto à Reitoria.

 

 

À luta, companheiras e companheiros!

 

 

Camila Aparecida da Silva – Delegada

João Campinho – Delegado

Marony Costa Martins Dutra – Observadora

Ricardo Rodrigues Alves de Lima – Observador

 

 

Clique aqui para visualizar o documento em PDF.

 

 

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

Denúncia do MPF contra Glenn Greenwald é um ato escandaloso de criminalização do jornalismo e perseguição política

22.01.2020

Fique por dentro! Edição de janeiro do boletim do Sinasefe-SP divulga calendário de mobilizações e assembleias e faz chamado à luta. Confira.

17.01.2020

Carta Aberta ao Conif contém 26 tópicos de reivindicações do Sinasefe e 4 tópicos com pedidos de compromissos ao Conselho

16.01.2020

Fonasefe lança carta às Centrais Sindicais: entidade faz chamado à luta pela campanha salarial do funcionalismo e Greve Geral dia 18 de março

13.01.2020

Horário de funcionamento durante o mês de janeiro

06.01.2020

Sem consulta é golpe! Sinasefe-SP denuncia autoritarismo da Medida Provisória 914/2019

26.12.2019

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO