VISITE TAMBÉM

Rua Pedro Vicente, 625

Canindé - São Paulo SP

CEP 01109-010

(11) 3228-7208 / (11) 3315-9018

SINASEFE-SEÇÃO SÃO PAULO

Caravana do SINASEFE-SP no ato dos Servidores Públicos contra medidas de Temer.

19.09.2016

 

Uma longa viagem não tirou a animação dos servidores do IFSP que foram à Brasília protestar contra os ataques do governo Temer ao lado de cerca de 10 mil servidores federais e militantes dos movimentos sociais e estudantis.

 

A jornada teve início no IFSP campus São Paulo, quando os primeiros participantes embarcaram no ônibus “Fora Temer”, no início da manhã da segunda-feira, (12.09). A viagem seguiu com paradas em Campinas, São Carlos, Araraquara, Jaboticabal e Sertãozinho.

 

A Caravana foi composta por 29 pessoas, sendo que nove eram companheiros da FASUBRA (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativo em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil).  Entre os servidores do IFSP estavam representados os campus Avaré, Barretos, Campinas, Hortolândia, São Carlos, São José dos Campos, São Paulo, São Roque e Sertãozinho.

 

A viagem de mais de mil quilômetros proporcionou um longo período de interação entre os servidores de diferentes campus. Aconteceram conversas e debates sobre o IFSP e a conjuntura política nacional, planos para mobilizações futuras e também momentos de descontração.

 

No início da madrugada da terça-feira (13.09), a Caravana chegou ao seu destino. Após uma boa noite de sono e um café da manhã reforçado em um hotel de Brasília, todos estavam novamente no ônibus, em direção à manifestação.

 

Mais de dez mil trabalhadores e estudantes se reuniram para gritar “Fora Temer” e pedir eleições gerais já! Tanto nas falas emanadas do carro de som, como nos cartazes e faixas, eram unânimes as críticas às medidas de corte de direitos trabalhistas por parte do governo, como o aumento da jornada de trabalho, a reforma da previdência, ou mesmo as notícias recentes sobre o fim da obrigatoriedade do 13º salário e outras propostas que visam afrouxar a legislação trabalhista e garantir o lucro dos patrões.

 

A concentração do ato ocorreu em frente ao Museu Nacional e da Catedral de Brasília. A marcha partiu, entoando palavras de ordem, em direção ao Congresso Nacional. Em frente ao Congresso, o carro de som fez uma parada para intervenções de representantes de sindicatos de diversas categorias, centrais sindicais, movimentos sociais, coletivos de juventude e partidos de esquerda. Além da rejeição às reformas previdenciária e trabalhista, foram criticadas as medidas de congelamentos de verbas para áreas sociais, representadas pela PEC 241 e PLP 257.

 

Após a pausa, a manifestação seguiu até o Ministério da Fazenda, onde uma comissão tentou dialogar com o ministro Henrique Meirelles (PMDB-GO), porém os manifestantes não foram recebidos. Antes do término, os organizadores saudaram todos os presente e lembraram que o próximo período exigirá muita organização e mobilização dos servidores públicos e de todos trabalhadores que estão sendo lesados pelas medidas conservadoras do governo.

 

No fim da tarde, após um merecido almoço, os servidores embarcaram novamente no ônibus para enfrentar a viagem de volta. Apesar do cansaço, ainda houve tempo para acessar as redes sociais e receber informações e repasses de paralisações, atividades e outras mobilizações em vários campus do IFSP.

 

Com o tardar da noite, o ambiente foi ficando mais silencioso e permaneceu assim durante toda a madrugada, até que caravana foi deixando os passageiros nos pontos de encontro, chegando ao IFSP campus São Paulo na manhã da quarta-feira (14.09). Apesar do cansaço, os participantes voltaram com a certeza de que a luta por democracia é uma bandeira fundamental a ser defendida pelos servidores públicos e pelo SINASEFE-SP.

 

 

 

 

 

GALERIA DE FOTOS (18 imagens)

 

 

1/18

 

 

Tags:

Please reload

Notícias em Destaque

24 DE JANEIRO: DIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL E DIA NACIONAL DOS APOSENTADOS

24.01.2020

PLANEJAMENTO 2020: É necessário planejar a defesa dos Institutos Federais e dos serviços públicos!

23.01.2020

Denúncia do MPF contra Glenn Greenwald é um ato escandaloso de criminalização do jornalismo e perseguição política

22.01.2020

Fique por dentro! Edição de janeiro do boletim do Sinasefe-SP divulga calendário de mobilizações e assembleias e faz chamado à luta. Confira.

17.01.2020

Carta Aberta ao Conif contém 26 tópicos de reivindicações do Sinasefe e 4 tópicos com pedidos de compromissos ao Conselho

16.01.2020

Fonasefe lança carta às Centrais Sindicais: entidade faz chamado à luta pela campanha salarial do funcionalismo e Greve Geral dia 18 de março

13.01.2020

1/1
Please reload

VOLTAR AO TOPO